Updates +
Devido ao hiatus, não estamos moderando nem respondendo nenhum comentário, porém o blog continua aberto para visualização. Obrigada pela visita ♡

6 de julho de 2014

RPG's





  Olár diabedo! Como vão nesse lindo dia nublado? Eu me sinto felizona hoje, acho não tem motivo, talvez porque o frio aqui no sul finalmente deu alguma trégua, eu realmente odeio passar frio. Mas vamos ao assunto de hoje: RPG's
  Já fazia um tempão que muitos dos meus amigos estavam mandando que eu fizesse download de LoL, e eu, como a ilustríssima amiga que sou, sempre dava um jeitinho de fugir desse assunto. Acontece que esse final de semana eu resolvi deixar a preguiça e todos os maus comentários de lado e finalmente jogar pelo menos o tutorial. Eu fazia uma pequena resenha sobre o jogo para postar aqui, quando me veio na cabeça uma ideia muito melhor: Por que não explicar a vocês como funcionam os RPGs?
  Vocês podem estar pensando naquele jogo chato que seu amigo faz download e fica horas jogando, sem comer, beber ou dormir, porém será mesmo que RPG se baseia somente em Drankensang, Perfect World, Ragnarok e afins?


  RPG é a abreviação do termo inglês Role Playing Game ou Role-playing game. Você pode traduzir essa frase como "Jogo de interpretação de papéis" ou ainda "Jogo de interpretação de personagem", vai de pessoa pra pessoa.
  RPG surgiu na década de 70, nos Estados Unidos, com o lançamento de Dungeons and Dragons (D&D) em 1974, pela empresa TSR. Ao passo de que D&D era lançado alcançando o sucesso, outro jogo que começava a trazer o RPG para o mundo estava nas suas sombras: Empire of Petal Thrones, lançado também pela TSR, em 1975.
  EPT não chegou a fazer sucesso como D&D, mas ele mostra para todos nós que desde sempre o RPG abrangeu inúmeras formas de jogo. Apesar das regras de D&D e EPT serem extremamente similares e simples, os jogos eram igualmente diferentes. Enquanto D&D falava de masmorras e dragões, EPT criava um mundo completamente novo, com criaturas inéditas e até mesmo um idioma próprio, abordando assim o "roleplaying" de forma completamente nova.
  Durante a década de 80, quando Dungeons and Dragons já se mostrava firme e forte, escancarando seu sucesso para o mundo com o lançamento de Advanced D&D ou AD&D, uma forma do jogo com regras mais complexas. Com o sistema mais completo foi possível o desenvolvimento de vários suplementos para os conteúdos já existentes, como a aprofundação na descrição das classes e seus recursos e o desenvolvimento de novas magias, criaturas e etc.
  Finalmente em 2000, foi lançado a 3° edição de Dungeons and Dragons, pela Wizards of The Coast, empresa que na época passara a ter os direitos pelos produtos lançados pela TSR. O grande diferencial desta versão foi o novo sistema apresentado que se tornou uma epidemia, assim eliminando quase que completamente todos os sistemas básicos de D&D: O sistema D20 (dado de vinte lados).
  Segundo LIRA, Ivan "Este conceito técnico, [habilidades,] que representa os atributos básicos das criaturas, sofreu uma grande modificação no D20. Antes todas as Habilidades (Força, Destreza, Constituição, Inteligência, Sabedoria e Carisma) tinham características distintas em relação ao seu grau. A Força possuía o bônus de ataque e dano, carga mínima e máxima, abrir portas e romper barras. Na nova versão estas características foram removidas ou transferidas deixando o funcionamento do jogo mais simples. Agora cada Habilidade possui um número chamado de modificador que serve para ser adicionado a diferentes recursos ligadas às Habilidades em questão. Além disso estes modificadores ficaram melhor distribuídos sendo aumentados em 1 ponto a cada 2 níveis de Habilidade.
  Exemplo: Um personagem no Ad&d que tivesse suas Habilidades For 14, Des 11, Cons 12, Int 15, Sab 12 e Car 11 não teria nenhum bônus relevante, exceto que poderia adquirir mais idiomas devido a Int 15. Já no D20 este mesmo pesonagem teria +2 de bônus para acertar um ataque corpo a corpo e dano; +1 acrescentado a cada dado de vida e em Testes de Resistência baseados em Fortitude; capacidade de conjurar magias de até 5º nível (caso fosse um mago); e +1 de bônus nos Testes de Resistência de Vontade.
  Conclusão: Por fazer os personagens ficarem mais diferenciados e tornar os fatores das habilidades mais simples e versáteis, o D20 leva vantagem neste aspecto."
  RPG chegou no Brasil no início dos anos 80, com algum estudantes universitários que conseguiam importam e fazerem cópias para os amigos, essa foi a chamada "Geração Xerox". Em 1991 finalmente surgiram o primeiro nacional (Tagmar) e o primeiro traduzido para o português (GURPS). Hoje em dia existe uma vasta lista de opções de sistemas nacionais e traduzidos.
  Isso tudo é apenas o RPG de pauta, ou de mesa, como você preferir. RPG é uma área muito extensa, existem, eu me arrisco a dizer, milhares de sistemas e formas de jogo.
  Aventura solo, é um outro estilo de RPG. É quase como o tradicional, porém não existe nenhuma interação com outros jogadores. Nesse tipo de RPG o jogador escolhe a sua história diante de uma possibilidade de opções. Você, assim como no RPG tradicional, monta seu personagem e a partir daí começa a sua história, escolhendo entre  ir para a sala da direita ou da esquerda, falar tal frase com tal pessoa e entre outros. Um bom exemplo de aventura solo atual bem popular é o jogo que praticamente todas as garotas que eu conheço jogam: Amor Doce.
  Sim amiguinhos, Amor Doce pode sim ser considerado um RPG, se você levar em conta tudo que já leu aqui e pensar um pouquinho. Em AD você tem a opção de escolher para onde ir, o que fazer, o que comprar e o que falar, então, basicamente, é um RPG de Aventura Solo de relacionamento.
  Live Action é o que o próprio nome sugere, ao invés de rolar dados em uma mesa todos interpretam seus personagens, por vezes se vestindo a caráter. Tudo é no improviso, porém ainda assim existe um mestre que age como um diretor, narrando a "peça".
  O RPG Online, é uma variação do RPG tradicional, a única diferença é que ao invés de se encontrar com o seu grupo de RPG na casa de alguém, vocês se encontram por meio de algum programa de mensagem instantânea da internet e usam um software que apresenta as fichas, dados entre outros recursos para simular o jogo. O software mais utilizado é o RRPG.
  PbM e PbF: Siglas de Play by email e Play by Fórum, traduzido para o português como Jogado por email (ou jogue por email) e Jogado por Fórum. Em ambos os estilos o narrador manda a situação em que os personagens se encontram (por email ou em um post no fórum) baseado em suas decisões anteriores, então os jogadores mandam as respostas dizendo o que seus personagens fazem diante dos novos desafios propostos. Ao receber essas mensagens o narrador analisa cada resposta, então pensa no que acontecerá e manda uma nova mensagem para os jogadores. E esse ciclo se repete indefinidamente.
  MMORPG, talvez o mais popular estilo de RPG nos dias atuais, assim creio eu. Sigla de Massively Multiplayer Online Role Playing Game, traduzido como Jogo de Role Play para Multijogadores em Massa ou RPG Online Para Múltiplos Jogadores. É um mundo virtual onde você pode interagir com milhares de jogadores em tempo real, de qualquer lugar do mundo dependendo do seu server (servidor). Geralmente servers são separados por regiões de um determinado país ou por países. Existem muitos sistemas para esse estilo de RPG, entre eles o mais antigo é Tíbia, online desde 1995. Alguns exemplos de MMORPG's são Ragnarok, Grand Chase, World of Warcraft, Drakensang, Perfect World, Magic Campus e etc, embora muitos deles sigam o mesmo tema (geralmente idade média ou fantasia).
  E por fim, o RPG Eletrônico, ou os jogos de vídeo game. Esses jogos possuem algumas características em comum que fazem deles RPGs: interação com outros personagens na história. Além disso são típicos jogos de fantasia medieval onde os personagens ficam mais fortes após derrotar os inimigos. Recentemente alguns jogos em cenários modernos vêm sendo classificados como jogos com elementos de RPG, tal como  GTA.
  E então? Eu aposto que muita gente aqui era RPGista e nem sabia, hehehe, isso é o que eu tenho para explicar mas eu garanto que existem muito mais coisas para serem lidas sobre RPG, como por exemplo sobre os sistemas. RPG é, como eu já disse dezenas de vezes, uma área realmente enorme do mundo dos jogos. Vale ressaltar também que RPG não é coisa de criança, é para qualquer idade, seja você um idoso ou um adolescente.
  O mundo do RPG é vasto e sempre existe alguma coisa da qual tenho certeza que você pode gostar, é só procurar um pouquinho! Se você não encontrar nenhum sistema que lhe agrade, também é possível criar o seu próprio! Eu mesma faço parte de um fórum onde criamos um sistema meio shonen, aventura e fantasia. Mas enfim, eu estou com sono e preciso seriamente ir jogar ou vão me matar lol E vocês, o que acham de RPG e jogos no geral?

[xxxx]

4 comentários:

  1. Nossa, quanta história! Não sou super fã de RPG, mas já joguei alguns ^^ Tentei jogar LOL mas não consegui abrir no meu computador T_T Dois que eu gosto muito são meio "de terror": mad father e Ib.

    Moshi Moshi Kawaii

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu computador também não foi muito com a cara de LoL /chora/ Jogos de terror no geral são um amor né, aww ♥

      Excluir
  2. E eu aqui louca pra jogar rpg de mesa,mas cade os amigos? >__> então optei por jogar rpg de mesa sem a mesa -q (RRPG serve pra isso,q)

    ResponderExcluir
  3. Pois é, cade pessoas que gostam de rpg ;_______; eu e minha tia adoramos mas em dois não dá né, afzão, aí ficamos só na vontade porque tenho vergonha de jogar online eheuheuehueh /cry

    ResponderExcluir